Sexta-feira, 16 de Julho de 2010

30 de Março de 2020

Hoje o dia passou tão rápido que nem me apercebi do passar das horas. Quando se faz o que se gosta realmente não se dá pelo passar do tempo.

Faz três anos que iniciei o trabalho em lares de idosos, parece que estas pessoas ganharam uma nova vida, e eu confesso que também me sinto uma pessoa diferente, cada sorriso seu, cada brincadeira faz-me sentir útil. Quando comecei senti medo de não conseguir cativa-los, tive receio de estar a fazer a escolha errada, mas agora tenho a certeza que estou no caminho certo, no meu caminho. Não queria que estas pessoas tivessem um fim de vida triste, e estou a consegui-lo e ainda aprendo tanta coisa com eles, mais do que lhes ensino, com eles aprendi o que é a escola da vida.

O sol hoje fez com que fossemos todos para o jardim, são os atletas aqueles amigos, sim eu trato-os assim, de amigos, fazemos tantas brincadeiras que mais parecemos crianças na pré-escola, hoje dei-lhes mais uma aula de hip-hop, e diga-se de passagem que dançam com miúdos de bairro, sem ofensa. No próximo mês espero estar pronta para apostar em danças mais atrevidas, sim porque uma das senhoras, daquelas cujo espírito parecem mais novas que eu, desvendou-me hoje o mistério da recolha de assinaturas que por ali circulava. A atrevida andou a recolher assinaturas para terem aulas de dança do ventre, e eu que não percebo nada daquilo ri-me imenso quando me entregou o monte de folhas, julguei ser uma brincadeira, mas estavam a falar muito a sério. Conclusão não resisti e aceitei o desafio, e vou fazer durante este mês especialização em danças do ventre para depois darmos inicio ás aulas, e é melhor me ir preparando porque eles a qualquer momento voltam a surpreender-me. Mas eu confesso que adoro os desafios que me colocam.

Começo amanhã a dar formação à noite na área da gerontologia social, vai ser difícil conciliar com as aulas de salsa e a pintura já teve que passar para os fins-de-semana. Tenho a agenda toda preenchida mas só assim me sinto bem, parece que quando não estou cheia de trabalho sinto um vazio enorme dentro de mim, mas nestes dias sinto o cansaço a apertar.

Ainda bem que já terminei o doutoramento, foi mais um objectivo atingido, sinto-me realizada. De facto é bom dizer isto, quantas pessoas gostavam de o dizer, devo ser uma sortuda, faço o que gosto e cada dia que passa tenho mais certezas de que sou feliz com as minhas escolhas.

Antes do jantar, passei pela casa da minha irmã, após ter recebido um telefonema seu a dizer que precisava de falar comigo. Aproveitei para ver a minha sobrinha, está tão crescida e reguila, caminha entre nós, entre quedas e choros percorre todo o espaço, tem uns olhos grandes de um azul tão límpido que por mais disparates que faça não consigo chatear-me com ela. Ao olhar para ela penso como vai ficar contente ao descobrir que terá um primo com quem brincar, sim porque a Mila queria falar comigo sobre o processo de adopção do Simão, segundo ela falta pouco até que o meu menino venha finalmente viver comigo.

O Simão entrou na minha vida há dois anos, quando chegou ao orfanato eu estava a fazer voluntariado e ele era tão pequenino que parecia recém-nascido, mas tinha já 3 meses, desde aquele dia senti que era a peça que faltava na minha vida, e nunca mais o abandonei, já fala e trata-me por mãe sem nunca lhe ter ensinado a chamar-me dessa forma, e agora a minha irmã diz-me que me vai ser entregue no prazo máximo de dois meses. Chorei de alegria ao ouvir tal comunicação, a minha sobrinha abraçou-me, a pequenita julgou que estava triste, mas as lágrimas são de alegria, uma alegria que não consigo explicar.

Desde que nos conhecemos que o visito diariamente, aliás estive com ele antes de passar pela casa da minha irmã, sem nunca imaginar tal notícia. Trocamos carícias, fizemos desenhos juntos e brincamos, adormeceu nos meus braços, parecia um anjo, estava exausto de tanta brincadeira o meu amor.

O meu Simão vai mesmo ser meu filho, eu já o sentia como tal, mas agora é oficial, os seus olhos esverdeados naquele rosto pequeno e mulato, são agora a minha essência.

Foi um dia fantástico, acho que nem vou conseguir dormir com tanta excitação.

 

publicado por pxipiteka às 14:09
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


Últ. comentários
Um encanto...Vai lá ver o Gerad Butler...OMG, ser...
sim titi um génio de facto,é pena n existirem mais...
este homem é mesmo um verdadeiro génio'Pedir mais ...
Está maravilhosa esta campanha =DTiti*
arquivos
2010

2009

blogs SAPO


Universidade de Aveiro